Escolha os bairros de sua preferência

TIPO DE IMÓVEL

ESTÁGIO DO EMPREENDIMENTO


BLOG

17 de dezembro de 2018

5 dicas de como montar uma clínica

Confira as dicas de como montar uma clínica.

 

Um dos passos naturais após a conclusão do curso de Medicina é a abertura do próprio consultório, seja sozinho, seja em parceria com outros profissionais. Embora alguns médicos busquem se unir a consultórios já estabelecidos, muitos desejam abrir o negócio do zero.

E é neste momento que surgem dúvidas sobre como montar uma clínica, desde a estruturação do plano de negócio até questões mais práticas, como a escolha da localização.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo este post e acompanhe as dicas importantes que reunimos!

  1. Faça um bom planejamento estratégico

A clínica médica é um negócio como qualquer outro. Antes mesmo de começar a procurar um local para abrir o seu consultório, o profissional que estiver à frente da gestão deve analisar e definir:

  • quem é o seu público-alvo;
  • quem são seus principais concorrentes e quais diferenciais apresentam;
  • o propósito do negócio (missão, visão e valores);
  • quais serão os diferenciais da clínica;
  • os principais fornecedores e recursos necessários (inclusive em termos de recursos humanos);
  • os ambientes interno e externo, pontuando forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Depois de reunir todas essas informações, você poderá montar o seu plano de negócio definindo a personalidade da sua clínica, os serviços disponíveis, os diferenciais perante a concorrência, os valores e os objetivos em curto, médio e longo prazos.

Esse planejamento poderá ser revisto de tempos em tempos e ajustado de acordo com a sua realidade, de modo a orientar o crescimento do seu negócio e as tomadas de decisão.

  1. Levante todos os custos necessários

A gestão financeira é um ponto muito importante para qualquer negócio e essencial para as clínicas médicas. É fundamental contabilizar todos os custos necessários para manter o consultório funcionando. Esse levantamento ajudará a visualizar e entender melhor qual a demanda média de pacientes que você precisará ter.

Coloque em uma planilha todos os custos que influenciam o seu negócio, como:

  • aluguel ou compra do espaço
  • decoração
  • equipamentos médicos
  • funcionários
  • propaganda e marketing
  • contabilidade
  • impostos
  • serviços (internet, luz, água, condomínio etc.).

Quanto mais controle você tiver sobre os seus custos diretos e indiretos, mais precisa será a precificação do seu serviço e a definição da margem de lucro. Assim, você conseguirá crescer de forma sustentável.

  1. Analise as questões legais

Para abrir uma empresa é preciso seguir alguns passos bastante burocráticos. Se você não tem experiência, o melhor a fazer é contratar um contador e um advogado caso abra o consultório em sociedade.

Em geral, para regularizar a sua clínica será preciso registrar a empresa em alguns órgãos, como:

  • Junta Comercial;
  • Secretaria Estadual da Fazenda;
  • Secretaria da Receita Federal (para tirar o CNPJ);
  • Prefeitura (para retirar o alvará de funcionamento);
  • Corpo de Bombeiros.

É importante se informar junto à prefeitura da sua cidade sobre as exigências municipais para clínicas médicas. Geralmente, você precisará escolher uma localização que esteja em um zoneamento compatível com a atividade comercial e que siga as exigências da Anvisa.

Se você tiver dúvidas sobre essas regulamentações, uma dica é consultar o site da Anvisa, onde existem todas as leis e RDCs (Regulações da Diretoria Colegiada) obrigatórias.

  1. Escolha corretamente a localização

Depois de feita toda a parte de planejamento, é hora de analisar a parte prática de montagem da clínica. A escolha da localização é essencial e pode influenciar diretamente no sucesso do seu negócio.

Antes da escolha, analise:

  • as características do público que você pretende atender (idade, renda, hábitos, bairros próximos de onde essas pessoas vivem, preferências etc.);
  • os diferenciais do seu consultório;
  • a concorrência;
  • as facilidades oferecidas aos pacientes (estacionamento, sinalização, vias de acesso, pontos de ônibus, metrô ou táxi próximo, rede de comércio e serviços etc.);
  • a sua necessidade de espaço para o tipo de atendimento que realizará.

É essencial que o local escolhido seja conhecido pelo seu público e de fácil acesso. Além disso, lembre-se de verificar se o imóvel está em uma zona permitida pela Prefeitura, se atende as exigências sanitárias e se o valor está dentro do seu planejamento.

Em relação ao tamanho ideal, tudo dependerá da estrutura da sua clínica. É essencial que o local possua um ambiente destinado à recepção; outro para os consultórios, cozinha e banheiros masculino e feminino; e outro para a administração.

Mas, se você for realizar exames na clínica, ou for atender pessoas com deficiência ou idosos, pode necessitar de outros itens e espaços. Sempre confira se a planta é adequada às suas necessidades e à sua especialidade médica.

Analise, também, o que será mais vantajoso para o seu negócio: comprar um imóvel ou alugá-lo, avaliando cautelosamente todos os prós e contras de cada uma dessas decisões.

  1. Contrate uma boa equipe

Os funcionários são essenciais para o dia a dia de uma clínica médica e contar com uma boa equipe faz toda a diferença na hora de agilizar a rotina e atender adequadamente os pacientes.

Enumere todos os profissionais que serão necessários para começar, como secretária, equipe de limpeza, cozinha e manutenção.

É importante que essas pessoas estejam acostumadas ao ramo da saúde e tenham algumas capacidades extras, como:

  • agilidade no atendimento;
  • percepção apurada para entender e atender os desejos e expectativas dos pacientes;
  • motivação para crescer profissionalmente.

Além dessas dicas, é claro, existem outras importantes sobre como montar uma clínica. Vale a pena pensar em quais são os equipamentos necessários e obrigatórios para a sua especialidade, analisar a possibilidade de uma sociedade, fazer uma boa divulgação etc.

E, claro, não se esqueça de decorar a sua nova clínica para deixar o ambiente ainda mais agradável e aconchegante para os seus pacientes. Aproveite e leia o nosso artigo com várias dicas de como decorar a recepção do seu consultório!

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:

06 de abril de 2018

Quer investir em imóveis e não sabe por onde começar?

Leia mais
06 de julho de 2017

Apartamentos ideais para noivos e recém-casados

Leia mais
23 de outubro de 2017

Comprar imóvel: como investir em imóveis para seus filhos

Leia mais