Escolha os bairros de sua preferência

TIPO DE IMÓVEL

ESTÁGIO DO EMPREENDIMENTO


BLOG

10 de dezembro de 2018

Ideias e dicas de móveis para consultório médico

Saiba como escolher os móveis para consultório médico

A concorrência no setor da saúde está cada vez mais acirrada. Quem deseja se diferenciar precisa pensar em meios para ir além do atendimento médico de qualidade. A decoração e a sensação de acolhimento são dois pontos muito importantes capazes de modificar rapidamente a percepção dos pacientes sobre a sua clínica.

Por isso, saber escolher corretamente os móveis para consultório médico conta pontos a seu favor. Confira as dicas que separamos!

 

Móveis para consultório médico: a importância do projeto decorativo

Um bom projeto decorativo deve sempre considerar o estilo das pessoas que vão usar o espaço e, também, a intenção da decoração, ou seja, a mensagem que se deseja transmitir com aquele ambiente.

Para isso, é imprescindível analisar:

  • o perfil dos pacientes atendidos;
  • a especialidade médica;
  • os valores cobrados pela clínica;
  • os diferenciais do consultório;
  • o posicionamento de mercado.

 

O que considerar na escolha dos móveis para consultório médico?

Como você viu, cada tipo de consultório médico pede uma decoração apropriada, que respeite a imagem e também o público-alvo. Existem algumas dicas gerais que podem ajudar bastante. Confira.

 

Cores

O primeiro ponto é analisar a paleta de cores da sua decoração e pensar em formas de harmonizá-la com os móveis. Uma clínica médica não precisa viver unicamente do branco. Tons mais neutros, suaves, como os pastéis – principalmente para as paredes – são muito bem-vindos.

Analise também o que você deseja transmitir com a decoração. Estudos mostram que as cores conseguem despertar sentimentos e sensações. Veja o que algumas delas podem fazer:

  • verde e azul: são bastante usadas em consultórios porque estão relacionadas à calma, saúde, higiene e sofisticação;
  • roxo e lilás: estão relacionados ao luxo, à realeza e aos assuntos místicos. Costuma ser usado em clínicas ligadas à estética, psicologia e ao universo feminino;
  • amarelo: representa diversão, criatividade e sociabilidade. Pode ser usado em consultórios de pediatria;
  • rosa: relaciona-se ao afeto, ao romantismo e à feminilidade. Por isso, é a escolha favorita dos ginecologistas, obstetras e outros médicos ligados à saúde da mulher;
  • terracota: está em alta na decoração e relaciona-se à saúde, ao acolhimento. Pode ser usada em clínicas de diferentes especialidades;
  • laranja: representa diversão, autoestima, criatividade e bem-estar. Recomendada para clínicas de pediatria, psicologia e outras especialidades.

Além de analisar o que as cores transmitem, busque o equilíbrio. Você pode usar tons mais neutros nas paredes do consultório e nos móveis principais e deixar os mais fortes e vivos (ou as estampas) para os detalhes, como o estofado das poltronas, as capas das almofadas e as cortinas.

 

Estilo

O que não falta é estilo! Existem muitas possibilidades, e você não precisa se prender a uma só. É claro que é fundamental buscar a sintonia entre o estilo, a sua especialidade, o seu público e a mensagem que deseja transmitir.

Os móveis modernos, com linhas retas no estilo minimalista, fazem muito sucesso nos consultórios médicos, porque são fáceis de serem combinados e ajudam a transmitir uma mensagem vanguardista e inovadora.

Além deles, você poderá apostar em móveis no estilo retrô ou vintage, principalmente nos que tiverem pé palito e estampas dos anos 50 ou 70. Se preferir o estilo mais clássico, aposte nas poltronas com pernas em cabriolet estilo Luís XV.

É importante, contudo, que móveis de outros estilos levem mais charme e aconchego ao consultório, sem transformá-lo em um cenário de novela de época (algo nada agradável, não é mesmo?).

Se quiser ousar um pouco mais, invista em móveis com outro design, como uma poltrona assinada por um arquiteto famoso que se destaque no ambiente. Ela imprime mais personalidade e transmite refinamento.

 

Material

Analise também o material do qual os móveis são feitos. É preciso que seja durável, fácil de manter, e tenha sintonia com o seu projeto decorativo.

Os móveis de madeira são os mais usados. Afinal, esse elemento é fácil de combinar, é durável e conversa bem com vários estilos, cores e materiais, como o vidro e o aço.

Para os estofados, fique atento aos tecidos. O couro é opção bem bacana, porque passa sensação de sofisticação. Cuidado somente com a manutenção. Nos consultórios pediátricos, contudo, essa não seria boa escolha, pois o material poderia ser facilmente manchado com tinta de canetas, respingos de alimentos etc.

Quem quer investir nos tecidos pode optar pelo jacquard, o suede, o linho ou a sarja. Eles são bonitos, podem aparecer em cores e estampas variadas e são fáceis de manter e limpar.

 

Conforto

Esse é um ponto fundamental! Seus pacientes e acompanhantes precisam se sentir bem na recepção e na sua clínica médica. Por essa razão, teste e analise o grau de conforto que o item proporciona antes de comprá-lo.

Se você for usar um sofá na sala de recepção, veja se ele está adequado ao espaço disponível e se recebe confortavelmente de três a quatro pessoas. Caso o ambiente seja pequeno, utilize um sofá menor combinado com poltronas ou cadeiras extras.

Além das cores, você também pode investir em texturas que favoreçam o conforto. O tecido do estofado precisa ser agradável ao toque e não “esquentar” demais.

 

Espaço

Na hora de escolher os móveis para consultório médico, é essencial analisar o espaço disponível. É ele que guiará a quantidade e a disposição dos itens.

Os sofás, por exemplo, podem ser:

  • de canto: versões em “L” ou moduladas são bem indicadas para quem quer ter mais lugares para sentar e aproveitar a parede sem perder espaço;
  • redondo: pouco tradicionais, se diferenciam na decoração;
  • namoradeira: é menor e geralmente comporta no máximo duas pessoas. Pode contribuir para o conforto dependendo do tamanho do seu espaço.

Analise o que ajuda a otimizar melhor o espaço: sofás + poltronas, poltronas + cadeiras, ou apenas cadeiras. E, claro, pense no que você deseja transmitir. Se a sua clínica é mais sofisticada e atende um público nobre, uma sala de espera só com cadeiras pode passar uma sensação estranha…

Além de todos esses pontos, analise também o quanto os móveis são fáceis de limpar e manter. É imprescindível para uma clínica passar uma sensação de higiene.

Como você viu, escolher os móveis para consultório médico não é nenhum desafio. Basta conhecer seu público e definir sua marca.

Gostou deste conteúdo? Curta a nossa página no Facebook e receba outras dicas bacanas como estas!

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:

03 de julho de 2018

Poltrona: como dar um toque de requinte em sua decoração

Leia mais
16 de maio de 2018

Como montar uma lousa decorativa no seu apartamento

Leia mais
21 de novembro de 2017

Como pesquisar apartamentos maiores para a família

Leia mais